_M0A4524.jpg

exposição
fotografia

08 out /

campo/contracampo

Joaquim e Luís Iria Baptista são pai e filho. Enquanto o primeiro é profícuo nas partilhas públicas dos registos do seu dia a dia, com grande ênfase na vila de Castelo de Vide como temática, do segundo conhecemos a discrição, mas também o olhar depurado.

Nesta exposição desafiámo-los a trabalhar sobre um mesmo tema - ofícios -, e a criarem 10 fotografias cada.

_M0A4524_edited_edited.jpg

Joaquim Iria Baptista

Joaquim José Iria Baptista, 55 anos. Dedica nos últimos 7 anos grande parte do seu tempo livre à fotografia. De forma amadora, tenta captar a natureza e o património construído da região. Jardineiro profissão, nascido e criado em Alagoa , tem usado as redes sociais para divulgar o seu trabalho e fazer chegar fotografias suas a todo o lado, mas também já participou em algumas exposições tanto colectivas como de forma individual. Neste trabalho optou por sair um pouco da sua de zona de conforto e fotografa pessoas e suas actividades.

_M0A4524_edited_edited.jpg

Luís Iria

Luís Iria, 25 anos, licenciatura em Fotografia e Cultura Visual pelo IADE. Gosto muito de fotografia independentemente de qual seja o seu tipo. Penso que temos que passar por várias experiências e apesar de ter passado por algumas em que pude ver um bocadinho de cada tipo de fotografia, ainda assim concluo que não tenho um tema/tipo específico de fotografia. Tanto gosto de fotografar a natureza como gosto de fotografar em estúdio. Se me perguntarem quais gostaria de fazer, provavelmente, responderia as mais calmas. Aquelas em que se tem que chegar ao terreno horas antes e estar à espera do momento certo em vez de estar numa passarela a fotografar, em pressa. Os adjectivos que escolho para o meu estilo de fotografia são: abrangente, artística, por vezes revolucionária, por vezes melancólica, memorável e cativante.